Queijas II -

Habitação unifamiliar, Queijas, Oeiras | 2015 – 2019 | construído

Queijas II

Habitação unifamiliar, Queijas, Oeiras | 2015 – 2019 | construído
Autoria – Estúdio Urbano Arquitectos
Esta casa insere-se numa zona urbana consolidada dos anos 60/70 e que se caracteriza por uma grande heterogeneidade formal. O terreno de configuração exígua (300m2) e com declive acentuado (5 metros), estabelece a transição de escala da rua com prédios de 4 e mais pisos para a rua de moradias com 3 pisos. O projecto acentua, por força das construções existentes uma lógica em altura, acompanhando o perfil natural do terreno. A transição de escala, que se impõe na mudança de rua, é sugerida pela demarcação do volume superior que avança sobre o alinhamento, pontuando-o. Na distribuição de espaços, o piso térreo condensa a entrada da habitação, a garagem e a lavandaria; o piso 1, em openspace, partilha a sala, a cozinha e um pequeno escritório, espaços que se definem pela existência dum armário/parede que divide ambientes e orienta vistas sobre os espaços exteriores; o piso 2 compreende 3 quartos, um deles com ligação ao jardim devido ao forte declive. A protecção solar é conseguida em larga medida pelos corpos balançados e pela solução de brise-soleil na empena a poente que esconde/mostra o interior/exterior.
Autoria – Estúdio Urbano Arquitectos
Esta casa insere-se numa zona urbana consolidada dos anos 60/70 e que se caracteriza por uma grande heterogeneidade formal. O terreno de configuração exígua (300m2) e com declive acentuado (5 metros), estabelece a transição de escala da rua com prédios de 4 e mais pisos para a rua de moradias com 3 pisos. O projecto acentua, por força das construções existentes uma lógica em altura, acompanhando o perfil natural do terreno. A transição de escala, que se impõe na mudança de rua, é sugerida pela demarcação do volume superior que avança sobre o alinhamento, pontuando-o. Na distribuição de espaços, o piso térreo condensa a entrada da habitação, a garagem e a lavandaria; o piso 1, em openspace, partilha a sala, a cozinha e um pequeno escritório, espaços que se definem pela existência dum armário/parede que divide ambientes e orienta vistas sobre os espaços exteriores; o piso 2 compreende 3 quartos, um deles com ligação ao jardim devido ao forte declive. A protecção solar é conseguida em larga medida pelos corpos balançados e pela solução de brise-soleil na empena a poente que esconde/mostra o interior/exterior.